• (31) 3492-6900
  • (31) 98835-0107
  • Posts by studiositebh

    Confira mais sobre o tubo de inox

    O ambiente industrial possui muitas vertentes, por isso, todas eles necessitam de materiais e todos os outros tipos de serviços, necessidade e maquinários para que possam funcionar corretamente – como por exemplo, o tubo de inox.

    Um dos elementos que é procurado e necessitado é o aço inox. Ele é uma liga de ferro que possui uma mistura poderosa de crômio, níquel e molibdênio e outros, além de ser um dos produtos mais fortes em aço que existe.

    Ele foi feito para que máquinas, esquadrias, estruturas e todos os outros tipos e locais em que ele é usado, não sofressem com a degradação do ferro. Então, essa mistura de elementos químicos o torna quase que indestrutível, muito forte e capaz de aguentar todos os tipos de pressões e adversidades.

    Além disso, ainda é muito versátil e se compõem em muitos tipos de maquinários e ambientes, podendo ser moldado, fazendo com que possa se encaixar em todos os locais.

    Para que você saiba mais sobre onde esse tipo de material é aplicado e quais são seus principais tipos, formatos e modelos, acompanhe este texto, pois iremos falar mais sobre ele e seu trabalho.

    Tubos

    Primeiramente, iremos falar sobre o tubo de inoxque é um dos mais usados, ou seja, um dos formatos mais requisitados quando falamos nesse elemento. Isso porque, ele por si só possui variadas funções e finalidades.

    Seja em casas residenciais ou em empresas, temos eles em maioria, e muitas vezes nem sabemos ou lembrados disso. Esses tubos ajudam no processo de controle de passagem de águas e outros fluídos.

    É claro que há uma enorme diferença de tamanhos entre eles, pois em ambientes residenciais, eles não menores do que nas indústrias, que necessitam de muitos mais, além de tamanho triplicados para que seja possível o descarte correto de todos os elementos.

    O tubo inox possui algumas vantagens, que são:

    • Durabilidade;
    • É anticorrosivo;
    • Aguenta pressões;
    • Possui um corpo que dificilmente degradará;
    • Necessita de pouca manutenção.

    Além disso, há muitos tipos e modelos, como os com ou sem costura, de padrão sanitário, mecânicos, capilares e muitos outros. Lembrando que cada um possui sua necessidade, porém a maioria ajuda na condução de todos os tipos de sólidos, líquidos e gases.

    Enfim, como são materiais totalmente confiáveis e fortes, é necessário sempre saber o local onde está comprando ele, seja para repor ou construir tubulações, pois eles devem estar com selo de garantia e devem ter passados por testes, para que a estrutura futura não seja prejudicada.

    Chapas

    Além do tubo, ainda é possível encontrar chapa de inox, que é o mesmo tipo de material, com todas as propriedades, porém mantém outras funções e, claro, outro formato também, maior em largura, menor em grossura e chapado.

    Ela pode ser aplicada em meios ambientes que estão lidando com produtos tóxicos e corrosivos, assim como locais que possuem oxidação, abrasão e todos os outros tipos de problemas possíveis.

    Assim como outros tipos de tubos, ela possui uma ramificação sem seu formato, que é a chapa perfurada inox. Essa placa é toda perfurada de forma milimétrica e ajuda a proteger e otimizar sistemas acústicos e proporciona maior ventilação.

    Além disso, ainda está presente em processos industriais para que seja possível ajudar no funcionamento de máquinas e obter um maior aproveitamento. Ela ajuda também na separação de grãos, areias e dentre outros. Ou seja, é uma aliada e tanto.

    Barra

    barra de aço inox possui muitos modelos, é muito resistente a corrosão, é capaz de evitar trações, tem bastante resistência em relação a oxidação e ainda suporta fortes impactos e altas temperaturas.

    Ela, com sua dureza, pode ser usada em diversos ambientes, como em indústrias farmacêuticas, petroquímicos, usinagem, metalurgia e em residências.

    Coifa

    Um material totalmente já montado e produzido, diferentemente dos outros que falamos que são basicamente matérias-primas, a coifa de inox é um aparelho usado em cozinhas residenciais e industriais.

    Ela ajuda a tirar o mau cheiro na hora de cozinhar e fritar, assim como ventilar o ambiente e ainda puxar toda a gordura para seu corpo, fazendo com que a ventilação do ar no local volte a se tornar limpa.

    Enfim, esses são alguns dos tipos de feitos que o aço inox, juntamente com seus tubos, pode fazer e proporcionar para o ambiente industrial e também residencial.

    FONTE: http://www.maestro.ind.br/confira-mais-sobre-o-tubo-de-inox/

    Leia mais

    3 elementos para considerar na hora de planejar a bancada da cozinha

    Descubra quais produtos agilizam os processos e facilitam o hábito de cozinhar

    Seja por gosto ou necessidade, cozinhar consome horas da rotina de milhares de pessoas preocupadas com o preparo de suas refeições. Fazer um jantarzinho simples pode envolver diversas etapas, como separar o que se vai preparar, lavar, temperar, cortar e deixar a bancada limpa, por exemplo. É nesse ponto que a escolha de produtos funcionais faz toda a diferença e facilita a rotina. Por isso, reunimos 3 elementos-chave sobre bancadas de cozinhas para ajudar você na escolha de produtos que combinam com o ritmo das suas atividades diárias.

    1 A pia da bancada

    A importância da cuba é muitas vezes subestimada. É preciso levar em conta, no momento da escolha, não apenas o espaço disponível, mas principalmente quantas pessoas utilizam a cozinha e como é a rotina de cada uma delas. Cada vez mais em alta, as cubas duplas ou triplas são excelentes para bancadas espaçosas e casas onde a demanda de uso é grande. Nestes casos, é até possível contar com a presença de um escorredor, que garante o escoamento da água por causa de sua inclinação – caso da cuba de sobrepor Smooth 2 C, da Tramontina Design Collection.

    Outra vantagem das cubas de sobrepor é o sistema de grampos, responsável por pressionar a peça contra a bancada, evitando espaços que permitam a entrada de água, garantindo uma perfeita vedação. Muito comum na Europa, esse formato de instalação começa a ganhar força também no Brasil.

    Quem busca um visual ainda mais clean ou não possui tanto espaço para mais de uma cuba pode optar pelas simples, mas com maior comprimento, como a Quadrum 70, ou profundidade, como a Dora 40. Ambas aumentam a funcionalidade da bancada ao possibilitar um melhor manuseio dos utensílios no momento da lavagem. Outra possibilidade cada vez mais usada é a cuba auxiliar menor, como a Isis Plus 1.5 C 34, que permite a lavagem de utensílios ou saladas em sua cuba menor, por exemplo.

    Por fim, existem acessórios capazes de maximizar o uso de uma cuba comum. É preciso, antes, checar a compatibilidade dos utensílios oferecidos. A Tramontina oferece algumas possibilidades como a tábua em madeira com proteção antimicrobiana, que garante a higiene na bancada da cozinha, o cesto aramado retangular regulável e o cesto coador, que facilitam a higienização de alimentos e talheres.

    Atenção na instalação

    Cada modelo de cuba tem um modo de instalação indicado. Respeitá-lo garante que você não terá dores de cabeça durante o uso e nem prejuízos futuros. Existem três tipos:

    (1) Método tradicional com a cuba fixada por baixo da bancada;
    (2) Método inovador, criado e patenteado pela Tramontina, onde a cuba fica perfeitamente nivelada à bancada sem a necessidade de fazer rebaixo na pedra;
    (3) Método tradicional com a cuba fixada por cima da bancada.

    2 Acessórios para apostar

    Se apenas a escolha da cuba já ajuda na diminuição do tempo gasto na cozinha, a escolha correta de acessórios embutidos é capaz de transformar a bancada e facilitar as tarefas como nunca!

    O primeiro deles é a lixeira de embutir. Além de zelar pela estética, ela garante maior higiene e libera o espaço utilizado normalmente pelo lixo que acaba transitando acima da bancada.

    Os dosadores da Tramontina desempenham tarefa semelhante. Fabricados em aço inox, o que garante maior durabilidade, eles são capazes de armazenar o detergente ou sabão líquido, tirando o tubo do topo da bancada e facilitando a lavagem da louça. Para reabastecê-los, basta retirar a parte em aço inox do topo e inserir o líquido.

    Por fim, um misturador 2 em 1 permite que se faça uso de água quente, fria e água filtrada com apenas um toque – poupando tempo e agilizando os processos na cozinha.

    3 Limpeza

    De que adianta investir em todos esses facilitadores e não levar em conta a hora da limpeza? É ela que vai garantir a durabilidade do aço inox, por exemplo. E se engana quem imagina algo complexo. Bastam alguns cuidados básicos, como: após o uso, limpar a peça com detergente normal neutro e o lado macio da esponja.

    Depois, basta secar a peça e, se necessário, utilizar a Luva de Microfibra ou o Superinox Tramontina para retirar eventuais manchas de água, mantendo o brilho e a beleza do aço inox. E para evitar de riscar o produto permanentemente, tome cuidado para não arrastar objetos com base irregular nas cubas de inox.

     

    FONTE: https://www.abinox.org.br/site/agenda-inox-noticias/3-elementos-para-considerar-na-hora-de-planejar-a-bancada-da-cozinha

    Leia mais

    O USO DE CHAPAS, AÇO E ALUMÍNIO NAS INDÚSTRIAS

    Desde a revolução industrial o uso dos equipamentos nesse meio praticamente duplicou, a fabricação das peças que atendem aos diversos setores só tem aumentado, principalmente com o avanço tecnológico que os últimos anos tem aplicado em praticamente todos os setores. Mas, como em todas as indústrias, existem alguns materiais e equipamentos que são essenciais.

    Neste artigo iremos abordar esses materiais que são vitais para os mais diversos meios industriais. Dentre eles iremos falar do uso das chapas e também abordaremos o uso do aço e alumínio, metais muito comuns no meio industrial.

    Se mantenha atento no artigo até o final para obter todas as informações e curiosidades sobre essas peças metálicas.

    Chapas: modelos e aplicações

    As chapas são peças fundamentais em diversos setores, primeiramente pela sua alta resistência mecânica que torna comum a sua aplicação nos ambientes de construção.

    No entanto, as chapas possuem uma diversidade enorme de modelos, iremos abordar um pouco sobre cada modelo nos tópicos a seguir:

    1. Chapa expandida

    A chapa expandida passa por um processo de produção muito específico que tem o objetivo de transformar a chapa tanto esteticamente quanto na sua resistência mecânica.

    Normalmente esse tipo de chapa é mais fina e tem uma fabricação que a deixa parecida com cordas entrelaçadas.

    Além de receber o tratamento de galvanização a base de zinco, que deixa a chapa ainda mais resistente a intempéries, ela é perfeita para aplicar em ambientes externos.

    chapa expandida galvanizada preço é acessível e pode ser encontrada com certa facilidade, pois dentre as chapas expandidas esse é o modelo mais comum.

    A aplicação desse material, com certeza, será um implemento e tanto para a parte externa da sua obra ou construção, principalmente pelo custo-benefício, sendo barata e extremamente eficiente.

    2. Chapas de ferro

    Já a chapa de ferro é o modelo mais comum de chapas no mercado, podendo ser encontrada em diversos setores, com aplicações muito diversificada, indo desde a utilização na construção civil até no ramo alimentício, servindo como principal material para chapas de preparação de frituras e etc.

    O ferro é o material perfeito para esse tipo de aplicação pois pode ser modelado praticamente de qualquer jeito, fazendo com que responda a diversas necessidades de forma muito eficiente.

    Por esse motivo, é muito comum encontrar esse tipo de chapa para trabalhar com calor ou até mesmo como item de reforço para certas estruturas.

    3. Chapas de alumínio

    A chapa de aluminio é, entre todos os metais tratados até agora, o mais leve e de mais fácil manuseio e modelagem, permitindo aplicações extremamente diversificadas a esse tipo de chapa.

    Entre todas as aplicações é mais comum encontrar esse tipo de chapa em:

    • Acabamentos de aviões e carros;

    • Fachadas e toldos;

    • Janelas e molduras;

    • Portas, portões e revestimento internos de casas e estabelecimentos.

    Para responder a tantos setores diferentes, o mercado de manipulação e produção do alumínio conta com métodos químicos e mecânicos que vão proporcionar o acabamento adequado do material garantindo brilho, resistência e acabamento adequado ao material.

    Como vimos, as chapas podem ser totalmente modificadas para responder de uma forma mais adequada a certos tipos de indústrias e, além disso, ela é um material que garante um bom custo-benefício, sendo um investimento que garante total qualidade na sua aplicação e em praticamente qualquer ramo.

    Demais equipamentos feitos de ferro e o uso do aço

    Após abordarmos os principais tipos de chapas vamos conferir 2 equipamentos muito comuns no ramo da construção civil e que possuem papel importante no setor industrial.

    1. Cantoneira: do que é feita e para que é usada?

    cantoneira de ferro é o modelo mais fabricado desse produto, isso acontece pois o ferro é o material mais comum nesse tipo de aplicação.

    Esse equipamento normalmente é aplicado para reforçar a construção de vigas e fundações de uma estrutura, mas também possui uso em diversas outras indústrias, como na automobilística e na aviação.

    2. Aço inoxidável: o modelo mais eficiente de aço

    Diversas aplicações que necessitam do aço são para locais que irão trabalham com condições adversas, com algum material corrosivo ou exposta a temperaturas altas e/ou baixas.

    Para lidar com esse tipo de situação o aço inox é a opção perfeita, tendo como principal característica a resistência contra a ação do tempo e de materiais corrosivos, mantendo o local e o produto protegidos de ações que poderiam enferrujar ou oxidar o material.

    FONTE: http://www.maestro.ind.br/o-uso-de-chapas-materiais-de-aco-e-aluminio-nas-industrias/

    Leia mais